13/12/2010

Entrevista com Renan (Terrotten selo/Living hell/Gritos de Alerta)





Bom, essa entrevista foi feita entre outubro e novembro de 2010, com o Renan, comprei algumas vezes alguns cds/lps na Terrotten, ai quando decidi fazer o zine, imaginei que seria interessante entrevista-lo, portanto tá ai a entrevista.

A Terrotten é formada somente por você ou tem mais alguém envolvido?

Renan: A Terrotten iniciou em 2001 e é tocada principalmente por mim com o apoio direto ou indireto de outras pessoas, hoje elas são meus grandes camaradas Diogo e Juliano, mesmo que ambos não estejam fisicamente aqui!

Quando você entrou no cenário punk, quando e oque te motivou a criar a Terrotten?

Renan: Comecei a me envolver com punk na segunda metade dos anos 90 , no final da década já estava pegando material de fora para distribuir aos amigos aqui em POA, em 2001 quando começamos o Gritos de Alerta decidi criar o selo para lançar os materiais da banda e de outras bandas de amigos que não tinham oportunidade de produzir e divulgar seu trabalho aqui e lá fora.


Como anda o cenário Gaúcho? tem bandas dai pra indicar? Tem muitas Gigs? esses dias tava ouvindo o No Rest, aliás comprei um tempo atrás o Todos os disfarces deles, justamente na Terroten, mas parece que eles vivem na Europa... (o No Rest acabou em 2008, dois membros da banda voltaram para a Europa)

Renan: Parece que o cenário está melhorando um pouco comparado ao passado recente mas ainda está longe do que foi o início dos anos 2000. Não há muitas gigs e renovação nas pessoas envolvidas. Procure pelas bandas DISTRATO, DIATRIBE e SISTEMAS DE MENTIRA, são bandas que começaram a pouco tempo e merecem acompanhamento.

Qual a relação da Terrotten com os selos/distros e bandas aqui do Brasil e na gringa? Essas bandas que tem no catálogo da Terroten, você que corre atrás, ou tem contatos pelo mundo a fora que te mandam materiais e afins?

Renan: Acontece de tudo, depois de um certo tempo trabalhando as coisas começam a acontecer de forma mais automática, mas estou junto com o Diogo sempre em busca de novos materiais, bandas novas, lançamentos, etc e ao mesmo tempo sempre há selos e bandas gringas em contato para trocas ou buscando distribuição de seus lançamentos por estas terras. Talvez quando esta entrevista sair estes próximos lançamentos já estejam na rua: EXTREME NOISE TERROR - PHONOPHOBIA CD, DEATH DEALERS - FILES OF ATROCITY CD (novo projeto, membros ENT, Raw Noise e Anti-Cimex, LIFELOCK CD, BRAZILIAN TRIBUTE TO DISCHARGE CD, NUCLEAR FROST CD.

O que você indica do catálogo da Terrotten? e oque você tem ouvido ultimamente, além do catálogo?

Renan: As pessoas sempre perguntam se eu escuto tudo que chega do catálogo, e na verdade não escuto tudo, não há tempo para tudo porque trabalho com a Terrotten durante a noite e finais de semana, e nesse espaço é preciso compartilhar o tempo com a família, banda, cuidados da casa, etc...Bandas que rolaram no meu tocadisco nos últimos dias foram Agenda, Detestation, Destroy, Misfits e Atrocious Madness.

Pelo que vi, você montou uma banda (LIVING IN HELL?). Quais são os planos da banda? Quais influências? (eu vi lá no site da Terroten que vocês " ATÉ FINAL DO ANO GRAVARÃO OS PRIMEIROS SONS. A PRIMEIRA GIG SERÁ EM DEZEMBRO EM PORTO ALEGRE".Se tiver algo mais pra falar a respeito...)

Renan:
Como o Gritos de Alerta está parado (talvez volte em 2011!), com o Michel baterista tocando no Damn laser vampires há alguns anos e Rodrigo, guitarra, que está na Distrato, resolvemos montar o LIVING IN HELL, que sou eu nos vocais, meu irmão Gustavo que também é do Gritos de Alerta e Unidos pelo ódio no baixo e vocais, Julio do Unidos Pelo Odio na guitarra (ex-Defecar,ex-Condenados) e Leandro Maku que toca também na R.E.D. e Unidos pelo ódio na bateria. O LIVING IN HELL têm uma proposta de letras em português abordando a covardia e estupidez do ser humano e sua sociedade de desajustados; o som até agora está algo como Anti-cimex com Doom, e esperamos gravar ainda em 2010, até agora temos 12 sons prontos e estaremos no Tributo ao Discharge que contará só com bandas do brasil.

Tem algo a mais pra dizer pra finalizar entrevista?

Renan: Torço para que o Mizéra não fique só no primeiro número e que possa mudar algo na forma de alguém pensar! valeu pelo espaço Alan, saúde a todos, abraços


Renan Terrotten
http://www.terrotten.com

Um comentário:

fantasiako2000 disse...

Valeu pela lembrança ai Renan.
E sucesso pro Alan.
Abraços.
Ricardo-DISTRÄTO